CSN compra na Espanha e ações caem no Brasil

Empresa brasileira adquire grupo espanhol por R$ 1,2 bilho e assume dvidas de quase R$ 1 bilho

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_A CSN saiu às compras. Através da sua subsidiária CSN Steel, que concentra todos os ativos operacionais da companhia na Europa, a siderúrgica brasileira acertou a aquisição das empresas Cementos Balboa, Corrugados Azpeitia, Corrugados Lasao, a Stahlwerk Thüringen (SWT) e Gallardo Sections. Todas as companhias fazem parte do espanhol Grupo Alfonso Gallardo. Para ficar com os negócios, a CSN vai desembolsar € 543 milhões (cerca de R$ 1,2 bilhão) e assumir dívidas de aproximadamente € 403 milhões (R$ 922 milhões). Os investidores parecem ter rejeitado a aquisição e a ação CSNA3 liderou as baixas da sexta-feira durante todo o pregão, com queda de quase 2%.

A CSN quer fortalecer os segmentos de cimento e aços longos. A Balboa é uma produtora de cimento e clínquer localizada na região da Extremadura. Sua planta tem capacidade anual instalada de produção de 1,4 milhão de toneladas de cimento e 1,1 milhão de toneladas de clínquer. Balboa possui uma mina de calcário e ardósia própria, localizada a 5 km de distância da planta. Azpeitia e Lasao são unidades produtoras de aços longos localizadas no País Basco. Azpeitia é especializada na produção de vergalhões e tem capacidade instalada de produção de 1,1 milhão de toneladas de aço/ano. Lasao, por sua vez, é uma produtora de telas eletro-soldadas, com uma capacidade instalada de produção anual de 200.000 toneladas. Por fim, a SWT é uma produtora de aços longos localizada em Unterwellenborn, Alemanha. SWT é especializada na produção de perfis e tem capacidade instalada de produção de 1,1 milhão de toneladas de aço/ano. O caixa da CSN não deve ser afetado pelas aquisições.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email