Custos de produção sobem 25,9% na Alemanha, na maior alta desde 1949

Preços ao produtor estão sendo puxados pela alta dos custos de energia

www.brasil247.com - Siderurgia, aço
Siderurgia, aço (Foto: Reuters)


BERLIM (Reuters) - Os preços ao produtor da Alemanha mantiveram sua alta recorde em fevereiro, aumentando 25,9% ano a ano, principalmente por causa dos preços da energia, mostraram dados do Escritório Federal de Estatísticas nesta segunda-feira.

O salto nos custos de fábrica, considerado um indicador importante para os preços ao consumidor, foi o maior desde 1949, disse o escritório de estatísticas.

Os números de fevereiro continuaram uma sequência de aumentos recordes desde que o escritório começou a compilar números, superando os números de dezembro e janeiro de 24,2% e 25%, respectivamente.

A expectativa média entre os analistas consultados pela Reuters era de um aumento anual de 26,2%.

Os preços ao produtor de fevereiro não levaram em conta os efeitos do ataque da Rússia à Ucrânia.

Os preços ao produtor também registraram alta de 1,4% em relação ao mês anterior.

Os preços da energia subiram 68% em relação a fevereiro de 2021, disse o escritório de estatísticas. Excluindo os preços da energia, os preços ao produtor subiram 12,4% ano a ano.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email