CVM abre novo processo contra XP Investimentos

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) instaurou novo processo contra a XP Investimentos, seu fundador, Guilherme Benchimol, e o diretor-executivo jurídico Fabrício Cunha de Almeida, "acusados de infringir dispositivos da instrução da CVM 505, que estabelece normas para operações com valores mobiliários", informa a Época Negócios nesta quarta-feira (17)

CVM abre novo processo contra XP Investimentos
CVM abre novo processo contra XP Investimentos (Foto: � Nacho Doce / Reuters)

247 - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) instaurou novo processo contra a XP Investimentos, seu fundador, Guilherme Benchimol, e o diretor-executivo jurídico Fabrício Cunha de Almeida, "acusados de infringir dispositivos da instrução da CVM 505, que estabelece normas para operações com valores mobiliários", informa a Época Negócios nesta quarta-feira (17).

"No início do ano passado, a CVM já havia processado a XP e Benchimol por falhas nos registros de ordens transmitidas por clientes a agentes autônomos que agem em nome da corretora. O julgamento daquele processo começou em dezembro, mas foi interrompido porque um dos membros do colegiado da CVM pediu vistas. O relator do caso, diretor Henrique Machado, havia votado pela imposição de multa de R$ 200 mil à XP e de R$ 100 mil a Benchimol", conta a reportagem.

Em sua defesa, a XP "informou que o novo processo envolve 'pequenas infrações à instrução CVM 505' e que surgiu de auditoria feita pela CVM em 2016, referente ao ano-base 2015, que teria identificado supostas falhas na formalização de alguns procedimentos da empresa. Entre eles, estariam a indicação do diretor no site na CVM, a formalização de procedimento escrito para identificação de comitente final e de procedimento escrito de numeração de TEDs no sistema", conta a Época.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247