Dell está perto de cair nas mãos do Blackstone

Michael Dell, que está vendendo o controle de uma das maiores fabricantes de computadores do mundo, reuniu-se com representantes do fundo; Blackstone deve mantê-lo como presidente

Dell está perto de cair nas mãos do Blackstone
Dell está perto de cair nas mãos do Blackstone (Foto: ChinaFotoPress)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

NOVA YORK, 29 Mar (Reuters) - O fundador e presidente-executivo da Dell, Michael Dell, reuniu-se com as empresas de private equity Blackstone e Francisco Partners, durante o período de avaliação das ofertas para compra da fabricante de computadores, informou uma pessoa familiar com o assunto nesta sexta-feira.

As reuniões, que aconteceram em 7 e 8 de março, serão divulgadas em comunicado da Dell na próxima sexta-feira e indicam que a Blackstone explorou cedo a possibilidade de manter Michael Dell como presidente-executivo em uma aposta para tomar o controle da empresa, disse a pessoa em condição de anonimato, pois a informação ainda não é pública.

Michael Dell também se encontrou nesta semana com os diretores-gerentes sênior da Blackstone, Dave Johnson e Chinh Chu, embora o resultado dessas discussões ainda está claro, acrescentou a pessoa.

A Blackstone e a Dell não responderam imediatamente aos pedidos por comentários.

No período de 45 dias para receber ofertas de compras, terminado na semana passada, a Dell explorou alternativas à oferta de 24,4 bilhões de dólares de Michael Dell e Silver Lake para a terceira maior fabricante de computadores do mundo.

(Reportagem de Gregory Roumeliotis)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email