Depois de se dizer mal interpretado, dono do Madero diz que não se arrepende de nada do que falou

Depois de dizer que foi "mal interpretado", o empresário Junior Durski, dono do Madero, afirmou que não se arrepende da fala em que criticou as medidas recentes de governadores que limitaram o comércio por causa da pandemia do coronavírus e minimizou 7 mil mortes

Junior Durski
Junior Durski (Foto: Divulgação)

247 - Depois de dizer que foi "mal interpretado", o empresário Junior Durski, dono do Madero e de outros restaurantes, afirmou que não se arrepende da fala em que criticou as medidas recentes de governadores que limitaram o comércio por causa da pandemia do coronavírus e minimizou 7 mil mortes. As declarações foram feitas em um vídeo.  A informação é do porta UOL. 

"Não me arrependi em nada do que falei. O confinamento, do jeito que está, é um absurdo. Se a economia não funciona, o governo não funciona, e nada funciona. Com esse lockdown, vão morrer 5 mil agora e depois mais milhares por falta de saneamento, porque não terá segurança, por fome", diss ele. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247