Desejos do Brasil pós-pandemia: ricos querem lazer e pobres querem comida

Dados foram apontados em pesquisa da Fundação Getúlio Vargas

www.brasil247.com - Elineudo Meira/Fotos Públicas
Elineudo Meira/Fotos Públicas (Foto: Elineudo Meira/Fotos Públicas)


247 – Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas revela que as famílias de renda mais elevada do Brasil esperam aumentar principalmente o consumo de serviços de entretenimento, alimentação e alojamento assim que a maioria dos brasileiros estiver vacinada contra a Covid-19, segundo aponta reportagem do jornalista Eduardo Cucolo, publicada na Folha de S. Paulo.

"De acordo com sondagem especial do FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), 70% dos consumidores com renda acima de R$ 9.600 pretendem gastar mais com viagens, transporte, restaurantes, cinema e atividades sociais após o avanço da vacinação", aponta o jornalista.

A situação é totalmente diferente entre os mais pobres. "Esse percentual fica cada vez menor, conforme se reduz a faixa de renda, chegando a 12,5% entre as famílias com renda inferior a R$ 2.100. Entre consumidores nessa primeira faixa de renda, a expectativa é aumentar o consumo de outros itens, como alimentos, bens duráveis e roupas, saúde e cuidados pessoais", aponta o repórter.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email