Desembolsos do BNDES caem 35% em 2016 e voltam ao patamar de 2007

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou que os desembolsos de financiamentos concedidos pela instituição de fomento em 2016 caíram 35% sobre um ano antes, para R$ 88,3 bilhões; recessão provocada pela política econômica do governo Michel Temer tornam os desembolsos de 2016 os menores desde 2007

Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 06/05/2010. Prédio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:56876
Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 06/05/2010. Prédio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:56876 (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta terça-feira que os desembolsos de financiamentos concedidos pela instituição de fomento em 2016 caíram 35 por cento sobre um ano antes, para 88,3 bilhões de reais.

Segundo o banco, as consultas sobre potenciais financiamentos recuaram 11 por cento na mesma comparação, a 110,3 bilhões de reais.

"No ano passado, houve redução da demanda e o BNDES não é uma ilha", está num contexto de 2 ou 3 anos ruins", disse o superintende do BNDES, Fábio Giambiagi.

Segundo ele, o desembolso de 2016 é o menor desde 2007, quando o montante foi de 64,9 bilhões de reais. Além disso, foi a primeira vez desde 2008 que os desembolsos ficaram abaixo da marca de 100 bilhões de reais.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247