Desembolsos do BNDES caem 35% em 2016 e voltam ao patamar de 2007

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou que os desembolsos de financiamentos concedidos pela instituição de fomento em 2016 caíram 35% sobre um ano antes, para R$ 88,3 bilhões; recessão provocada pela política econômica do governo Michel Temer tornam os desembolsos de 2016 os menores desde 2007

Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 06/05/2010. Prédio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:56876
Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 06/05/2010. Prédio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:56876 (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta terça-feira que os desembolsos de financiamentos concedidos pela instituição de fomento em 2016 caíram 35 por cento sobre um ano antes, para 88,3 bilhões de reais.

Segundo o banco, as consultas sobre potenciais financiamentos recuaram 11 por cento na mesma comparação, a 110,3 bilhões de reais.

"No ano passado, houve redução da demanda e o BNDES não é uma ilha", está num contexto de 2 ou 3 anos ruins", disse o superintende do BNDES, Fábio Giambiagi.

Segundo ele, o desembolso de 2016 é o menor desde 2007, quando o montante foi de 64,9 bilhões de reais. Além disso, foi a primeira vez desde 2008 que os desembolsos ficaram abaixo da marca de 100 bilhões de reais.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email