Desmoralizado, Guedes volta a insistir em precatórios para 'Bolsa Família maior'

Guedes admitiu que "o custo de vida aumentou", mas condicionou o benefício ao parcelamento das dívidas reconhecidas pela Justiça

Bolsa Família e Paulo Guedes
Bolsa Família e Paulo Guedes (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a insistir que o Bolsa Família somente poderá ser aumentado se os precatórios do governo forem resolvidos. Guedes admitiu que "o custo de vida aumentou", mas condicionou o benefício ao parcelamento das dívidas reconhecidas pela Justiça. 

Um efeito do parcelamento dos precatórios seria a aparência de que as contas do governo se enquadram na Lei de Responsabilidade Fiscal. “Caso a gente avance na solução dos precatórios, você vai ver um Bolsa Família com um aumento porque aumentou bastante o custo de vida, os mais vulneráveis ficaram para trás. É natural que o Brasil reponha as condições de vida dessa população mais frágil, mas dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal, embaixo do teto, tudo certinho”, disse Guedes, em videoconferência promovida pela Rádio TC nesta sexta-feira (3).

O governo federal apresentou o Orçamento Geral da União de 2022 sem qualquer reajuste ou ampliação do Bolsa Família. 

PUBLICIDADE

O ministro afirmou, ainda, que a solução para o problema das sentenças judiciais permitirá um benefício médio de R$ 300 para o programa social, rebatizado de Auxílio Brasil.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email