Do 7Day às 24 horas

Como Joo Appolinrio transformou a venda de um produto no maior negcio multicanal do Brasil

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Márcio Kroehn_247

Onde você encontra o George Foreman Grill? E as potentes máquinas a jato que limpam tudo? E aqueles aparelhos milagrosos de ginástica? Sim, todas as respostas levam a uma única empresa, a Polishop, um canal de vendas que você não tem como escapar de conhecer. Ela está na tevê da sua casa, na tela do seu computador, em catálogos distribuídos pelas ruas, no seu passeio aos shopping centers, algumas vezes no telefone e, até, pode tocar a sua campainha, com o início do trabalho do porta-a-porta. Essa estratégia de estar presente onde o cliente estiver foi criada por João Appolinário, um discreto empresário que já foi sócio de academia de musculação, de restaurante chinês fastfood e de uma confecção. Mas foi o negócio com produtos exclusivos que o levou ao topo.

A Polishop nasceu de um produto e um rosto conhecido. O 7 Day Diet, uma dieta desenvolvida por um americano e trazida para o Brasil com a assinatura do piloto brasileiro Emerson Fittipaldi, campeão na Fórmula 1 e na Fórmula Indy, tinha entre os sócios João Appolinário. Para importar o shake de baixa caloria, era preciso um investimento de, aproximadamente, US$ 1 milhão. Fittipaldi entrou com a imagem e Appolinário e Carlos Agostinho da Cruz com o dinheiro. Em seis meses, o produto já colocava as finanças da empresa recém-formada no azul. “A Polishop é um exemplo de que a queda nos custos da informação criou novas oportunidades de negócios”, diz Claudio Felisoni, coordenador do Programa em Administração do Varejo (Provar-USP).

Como sócio majoritário, Appolinário percebeu que o sucesso do negócio estava na exposição do produto em diferentes mídias. Por que não trazer outros 7 Day Diet com exclusividade para o País? Ele apostou nesse casamento e abriu um novo nicho de mercado no varejo. “Os canais da Polishop são bem diversificados. Os concorrentes não conseguem desenvolver uma estratégia como essa empresa”, diz Eugênio Foganholo, da Mixxer Consultoria Empresarial. “O diferencial é apostar na exclusividade de produtos, que não possibilitam a comparação de preços e permitem uma margem melhor no resultado”, completa ele. A estimativa de mercado é que a Polishop já ultrapassou US$ 1 bilhão em faturamento anual.

PUBLICIDADE

O multicanal permite o acesso do consumidor 24 horas por dia a produtos exclusivos e, muitas vezes, de pouca utilidade prática. Com isso, a Polishop fisga a compra por impulso, ou seja, aquele desejo repentino que dificilmente se repete se você não está, por exemplo, paralisado em um canal de televisão. Mas, ao invés da queda do interesse do público, o atual estágio da economia brasileira vai continuar beneficiando esse tipo imediatista de comércio. Com dinheiro no bolso, as pessoas querem gastar. E a Polishop, que cresceu sozinha nesse mercado nos últimos anos, criou um nicho que, praticamente, blinda a chegada de novos concorrentes. “O esforço para montar a mesma força de divulgação e de vendas é muito difícil”, afirma Foganholo.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email