Dólar em baixa, exportação em alta

Valorizao da moeda brasileira no atrapalha supervit da balana comercial em abril, que fecha em alta de quase US$ 1,9 bilho

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_com informações da Agência Estado – É sempre a mesma história. Os exportadores iniciam uma chiadeira quando o real ganha força sobre o dólar. Em abril, a moeda americana perdeu 3,6% de seu valor e chegou à cotação mais baixa desde o segundo semestre de 2007, a R$ 1,55. Era para a balança comercial brasileira estar despencando, certo? Errado. A diferença entre exportações e importações nacionais ficou positiva em US$ 1,863 bilhão no quarto mês do ano, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O País mandou para o exterior US$ 20,2 bilhões e trouxe US$ 18,3 bilhões. Houve crescimento de 40,1% nos embarques em abril deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. As importações cresceram 39%.

O dólar em queda e a balança comercial em alta não é uma combinação mensal isolada. No ano, o superávit brasileiro superou os US$ 5 bilhões, ou seja, o Brasil teve, em média, mais de US$ 1,2 bilhão de vantagem sobre as importações por mês em 2011. Até o mês passado, as exportações totalizaram US$ 71,4 bilhões com média diária de US$ 881,5 milhões, equivalentes a um crescimento de 31,5% ante a média de US$ 671,5 milhões registrada no mesmo período de 2010. Neste ano, as importações já chegam a US$ 66,4 bilhões, com média diária de US$ 819,4 milhões, valor 27,1% superior à média de US$ 644,8 milhões registrada em igual período do ano passado. Resta saber, apenas, até quando o dólar continuará atrapalhando.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email