E os eletrônicos, Mantega?

Ministro da Fazenda quer reduzir impostos dos setores de gs natural e de energia eltrica. #precojusto tambm deveria estar na pauta do ministrio

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o governo pretende reduzir a tributação do setor de energia elétrica e gás natural. A declaração foi dada durante reunião do Grupo de Avanço da Competitividade (GAC), realizado na tarde desta quarta-feira, em Brasília, e se junta a outras promessas de desoneração, como a das exportações e da folha de pagamento. Nesta terça-feira, o ministro admitiu que a carga tributária brasileira é elevada. E os eletrônicos, quando serão desonerados, ministro?

O Brasil 247 encampa desde a semana passada, junto com seu colunista Felipe Neto, uma campanha pela diminuição nos impostos cobrados em cima de produtos eletrônicos, como tablets e videogames, DVDs e blurays. Hoje, eles chegam às mãos do consumidor brasileiro a valores exorbitantes, sempre mais altos do que os que se pode pagar no exterior. Para aderir à campanha, basta acessar www.precojustoja.com.br e inserir nome, CPF e endereço eletrônico. Em pouco mais de uma semana, o manifesto recebeu mais de 430 mil assinaturas.

O objetivo de Mantega ao reduzir a tributação do setor de energia é diminuir os custos da produção e aumentar a competitividade da indústria nacional. O argumento se encaixa no pleito pela classificação dos tablets como notebooks, que baratearia a produção dos aparelhos no Brasil, permitindo à indústria da área se desenvolver no país. De acordo com o Impostômetro, os contribuintes brasileiros já pagaram R$ 500 bilhões em imposto em 2011, valor ultrapassado nesta quarta-feira.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email