CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Eike tenta se levantar na Bovespa

Empresa do grupo anunciam descobertas e papeis sobem

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247_ Lu Miranda - Após o tombo no início da semana sofrido pelas ações do grupo EBX do empresário Eike Batista, principalmente nas ações da OGX que despencaram 17,5% na segunda-feira (18), percebe-se um esforço para recobrar a confiança dos investidores nos ativos das empresas. E a estratégia usada pelo grupo é o anúncio de descobertas e definições de operações no mercado de capitais.

Nesta quarta-feira 20, a OGX divulgou fato relevante à CVM, Comissão de Valores Mobiliários, e aos acionistas anunciando a descoberta de hidrocarbonetos nas áreas denominadas Pipeline e Waikiki, na Bacia de Campos. Paulo Mendonça, diretor da OGX, afirmou no comunicado que as descobertas confirmam a capacidade da companhia em desenvolver 4,1 bilhões de barris, já descobertos na Bacia de Campos. A reação na bolsa de valores foi imediata. Os papéis (OGXP3) subiam mais de 3,5% no fim da manhã. Uma reação ainda tímida. Na última segunda-feira, os papéis caíram 17,5% porque os investidores avaliaram como “infladas” as expectativas de extração de petróleo divulgadas no relatório da consultoria DeGolyer & MacNaughton (“D&M”). No documento, o potencial de exploração da companhia foi elevado de 5,7 bilhões para 10,8 bilhões de barris de petróleo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A movimentação com ações da EBX se estendeu também aos papéis da mineradora MMX e da PORTX Operações Portuárias após a definição das condições para a OPA (oferta pública de ações) a ser realizada no dia 20 de maio. As ações atingiram extremos. Os papéis MMXM3 chegaram a ficar entre as maiores altas do dia pela manhã. No início da tarde, tinham valorização acima de 2%. Já as ações PRTX3 integraram a lista das maiores perdas do dia. Por volta de 12h30, tinham queda de 1,33%.

A MMX pretende adquirir no mínimo 50% mais uma ação até a totalidade dos papéis da PORTX, o que corresponde a 992.456.396 ações. Os detentores de Global Depositary Receipts (GDRs) também poderão participar da oferta.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Caso ocorra adesão de mais de 1/3 e menos de 2/3 das ações, a MMX irá adquirir até 1/3 das ações em circulação ofertadas, procedendo-se ao rateio entre os titulares que tiverem aceito. O preço por ação é de R$ 3,56, calculado com base na relação de permuta. A instituição intermediária é o Credit Suisse.

A PORTX foi criada a partir de um cisão parcial da LLX com o objetivo de construir e operar o porto de exportação de minério de ferro Sudeste, no Estado do Rio de Janeiro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO