Embraer diz que liminar que impedia fusão com a Boeing foi revogada

Embraer informou que a Presidência do Tribunal Regional Federal da 3ª Região revogou a liminar que impedia a realização de assembleia de acionistas sobre a fusão da empresa com a Boeing, prevista para ser realizada nesta terça-feira (26); suspensão havia sido determinada pela Justiça Federal de São Paulo na semana passada; a fusão, porém, deverá ser reavaliada pelo governo Jair Bolsonaro

Embraer diz que liminar que impedia fusão com a Boeing foi revogada
Embraer diz que liminar que impedia fusão com a Boeing foi revogada

Reuters - A Embraer informou nesta terça-feira que, na véspera, a Presidência do Tribunal Regional Federal da 3ª Região revogou a liminar que impedia a realização de assembleia de acionistas sobre a fusão da empresa com a Boeing.

"Desse modo, não há qualquer óbice para a realização da Assembleia Geral Extraordinária da companhia convocada para o dia 26 de fevereiro de 2019", destacou a Embraer.

A suspensão havia sido determinada pela Justiça Federal de São Paulo na semana passada. Na véspera, a Embraer disse que tomaria as medidas cabíveis para reverter a decisão.

Por José Roberto Gomes

(Leia mais sobre o assunto no Brasil 247)

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247