Emprego na indústria paulista tem pior agosto desde 2006

Queda em relao a julho foi de o,49%

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O nível de emprego na indústria paulista caiu 0,49% em agosto ante julho, com ajuste sazonal, segundo dados divulgados hoje pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). É o pior resultado do emprego para meses de agosto desde 2006, quando tem início a série histórica. Em agosto de 2006, o emprego havia caído 0,15%.

No cálculo sem o ajuste sazonal, o nível de emprego caiu 0,47% no mês passado, o que significou a redução de 13 mil postos de trabalho. Esse desempenho também foi o pior resultado da série para meses de agosto desde 2006, quando o indicador havia recuado 0,10%. Já na comparação com agosto de 2010, o nível de emprego teve alta de 1,46%. De janeiro a agosto de 2011, o emprego na indústria tem alta de 4,13%.

Dos 22 setores nos quais a Fiesp divide a indústria para realizar a pesquisa, dez demitiram, cinco contrataram e sete mantiveram seus quadros de pessoal. Entre os setores que mais dispensaram funcionários estão o de produtos alimentícios, com 7.751 demissões, seguido pelo segmento de couro e calçados, com perda de 2.699 vagas, e produtos têxteis, com redução de 2.042 funcionários.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247