Errata: decreto do governo não desvia R$ 600 bi da Previdência

O 247 havia reproduzido um decreto do governo Bolsonaro, com data de 8 de fevereiro de 2019, informando que ele desviava mais de R$ 600 bilhões da Previdência para cobrir encargos financeiros e autorizar transferências para estados e municípios; o decreto existe, mas ele trata da readequação do orçamento de 2018 à nova estrutura do governo

www.brasil247.com - Errata: decreto do governo não desvia R$ 600 bi da Previdência
Errata: decreto do governo não desvia R$ 600 bi da Previdência (Foto: REUTERS/Adriano Machado)


247 - Um decreto do governo de Jair Bolsonaro, com data de 8 de fevereiro de 2019, foi divulgado pelo 247 nesta quarta-feira 12 com a informação de que ele desviava mais de R$ 600 bilhões da Previdência com o objetivo de cobrir encargos financeiros e autorizar transferências para estados e municípios. O decreto existe e é assinado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes mas ele trata da readequação do orçamento de 2018 à nova estrutura do governo.

O decreto trata de R$ 600,056 bilhões, inclusive da Previdência. No entanto, não retira verba do INSS. O documento trata da transferência de ministérios que deixaram de existir para pastas que passaram a assumiram as responsabilidades. 

Veja aqui o decreto no site do Palácio do Planalto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email