CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

'Esforço fiscal no Brasil vai levar pelo menos dois anos'

Ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou nesta segunda-feira 1º que o governo está procurando adotar uma postura gradual no reequilíbrio das contas públicas; de acordo com ele, "o ajuste (fiscal) não será tão rápido quanto uns desejam, nem tão lento como outros acreditam"

Imagem Thumbnail
Audiência pública com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, para discussão do PL 1/2015, que trata da Lei Orçamentária (Wilson Dias/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247, com Reuters - O esforço fiscal perseguido pelo Brasil vai durar pelo menos dois anos, afirmou nesta segunda-feira o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, ressaltando que o governo está procurando adotar uma postura gradual no reequilíbrio das contas públicas.

Segundo ele, "o ajuste (fiscal) não será tão rápido quanto uns desejam, nem tão lento como outros acreditam".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em evento do Centro de Estudos do Novo Desenvolvimentismo da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, Barbosa explicou que o congelamento de gastos neste ano foi tomado para manter estável a despesa obrigatória no país, que cresceria mesmo com a aprovação das Medidas Provisórias 664 e 665.

Segundo o ministro, o ajuste fiscal no Brasil é mais rápido do que em outras economias avançadas porque a taxa de juros sobre a dívida líquida do país é muito alta.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

(Por Renan Fagalde)

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO