EUA evitam "abismo fiscal"

Câmara aprova projeto que mantém cortes de impostos para a classe média e o aumento das taxas sobre os mais ricos; medida ainda adia em dois meses cortes nos gastos públicos 

EUA evitam "abismo fiscal"
EUA evitam "abismo fiscal"
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Os deputados dos Estados Unidos acataram os apelos do presidente Barack Obama e aprovaram na noite desta terça-feira (1º), por 257 votos a favor e 167 contra, a legislação destinada a anular os efeitos do "abismo fiscal". O projeto, que mantém cortes de impostos para a classe média e o aumento das taxas sobre os mais ricos, ainda adia em dois meses cortes nos gastos públicos. Agora, segue para sanção do presidente Barack Obama.

Após o Senado ter aprovado a legislação por ampla maioria, Obama aumentou a pressão em cima dos deputados: "Embora nem democratas nem republicanos tenham conseguido tudo o que queriam, este acordo é a coisa certa a se fazer para nosso país e a Câmara deve aprová-lo sem atraso".

O "abismo fiscal" estava marcado para entrar em vigor à 0h de 1º de janeiro.

A poucas horas do prazo final, democratas e republicanos apresentaram, na segunda-feira (31), a proposta que prevê que os impostos permaneçam estáveis para a classe média e aumentem para a população que tem renda entre US$ 400 mil, para indivíduos, e US$ 450 mil, para casais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email