Família Gerdau deixa comando da empresa após escândalo da Zelotes

André Johannpeter, que está na presidência da Gerdau desde 2006, quando recebeu o cargo do pai, Jorge Gerdau, deixará o posto no fim do ano para compor conselho da companhia; no mesmo dia, MPF denunciou executivos ligados ao grupo por corrupção no Carf na operação Zelotes

gerdau
gerdau (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Alvo da Operação Zelotes – que investiga um dos maiores esquemas de sonegação fiscal do País –, a siderúrgica Gerdau anunciou nesta quinta-feira, 24, o afastamento da família do dia a dia da empresa, após cinco gerações no comando executivo do negócio. O anúncio foi feito no mesmo dia em que o Ministério Público Federal denunciou executivos e consultores da companhia por suspeita de fraude fiscal.

O atual presidente do grupo, André Gerdau Johannpeter, e os vice-presidentes executivos Claudio Johannpeter e Guilherme Gerdau Johannpeter deixarão seus cargos e passarão a atuar apenas no conselho administrativo a partir de janeiro. Para o lugar de André, foi escalado o atual diretor executivo da operação Brasil, Gustavo Werneck.

Para os investigadores, os atos praticados pelos envolvidos configuram os crimes de corrupção nas modalidades ativa e passiva Foto: Gerdau
Em teleconferência com investidores, André negou que as alterações tenham relação com a Zelotes e disse que o movimento faz parte de um processo iniciado há um ano.

O empresário afirmou ainda que os membros da família focarão na parte estratégica e nos planos de longo prazo. “A mudança será muito boa para a empresa. Os atuais integrantes da família passam a se dedicar ao Conselho da Gerdau e da Metalúrgica Gerdau. Essa é a quinta geração da família na administração executiva e foi cumprido um importante papel nesse ciclo”, afirmou.

As informações são de reportagem do Estado de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247