Felipe Coutinho: Bolsonaro defende uma Petrobras desintegrada

O presidente da AEPET, Felipe Coutinho, expõe em entrevista todo o projeto de desmonte que o governo Bolsonaro pretende realizar na Petrobras, dando sequência à entrega da estatal inciada no golpe de 2016, com Michel Temer; "O próximo governo poderá concentrar as atividades da Petrobras em produção e exploração do Petróleo e privatizar todos os outros serviços que agreguem valor à estatal ou garanta a segurança energética", alerta Coutinho 

Felipe Coutinho: Bolsonaro defende uma Petrobras desintegrada
Felipe Coutinho: Bolsonaro defende uma Petrobras desintegrada
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (AEPET), Felipe Coutinho, expõe em entrevista todo o projeto de desmonte que o governo Bolsonaro pretende realizar na Petrobras, dando sequência à entrega da estatal inciada no golpe de 2016, com Michel Temer. 

Coutinho afirma que "Bolsonaro defende uma Petrobras desintegrada, dizendo que o papel da estatal é incompetente ou desnecessária, sendo facilmente subsistida  por agentes do mercado".

"O próximo governo poderá concentrar as atividades da Petrobras em produção e exploração do Petróleo e privatizar todos os outros serviços que agreguem valor ao petróleo e garante a segurança energética do Brasil", projeta. 

Assista a íntegra da entrevista com Felipe Coutinho no Outras Palavras

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247