FMI projeta crescimento medíocre para o Brasil em 2022

Taxa deve ser de apenas 1,5%, após recuperação cíclica em 2021

Estudo do FMI relaciona investimento público à geração de empregos
Estudo do FMI relaciona investimento público à geração de empregos (Foto: Divulgação I Reuters I ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – "O Brasil deve crescer 5,2% em 2021 e 1,5% em 2022. O corte nas projeções do Brasil reflete o efeito esperado da alta na taxa básica de juros, dada a inflação elevada no país, disse Gita Gopinath, economista-chefe do FMI", aponta reportagem de Anaïs Fernandes e Suzi Katzumata, publicada  no Valor. "Na contramão de outros pares, as previsões para o Brasil foram rebaixadas para 5,2% em 2021 e 1,5% em 2022, quedas de 0,1 e 0,4 ponto percentual, respectivamente, ante o relatório de julho", informam.

"O corte nas projeções do Brasil reflete o efeito esperado da alta na taxa básica de juros, dada a inflação elevada no país, disse Gita Gopinath, economista-chefe do FMI, durante coletiva de imprensa ontem. O FMI projeta 7,9% para a inflação ao consumidor brasileiro neste ano e 4% em 2022", dizem ainda os jornalistas. "O Fundo também estima que a taxa de desemprego brasileira permanecerá acima de 13% neste ano e no próximo."

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email