Ford cancela investimentos de R$ 1,6 bi no México após críticas de Trump

Ford anunciou que vai cancelar o plano de uma fábrica de US$ 1,6 bilhão no México e que vai injetar US$ 700 milhões em uma fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, após sofrer fortes críticas do presidente eleito Donald Trump por causa de seus planos de investimento no país vizinho; Trump disse durante a campanha que, se eleito, não permitiria que a Ford abrisse uma nova fábrica no México e que poderia impor tarifas pesadas sobre veículos da Ford importados

Ford anunciou que vai cancelar o plano de uma fábrica de US$ 1,6 bilhão no México e que vai injetar US$ 700 milhões em uma fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, após sofrer fortes críticas do presidente eleito Donald Trump por causa de seus planos de investimento no país vizinho; Trump disse durante a campanha que, se eleito, não permitiria que a Ford abrisse uma nova fábrica no México e que poderia impor tarifas pesadas sobre veículos da Ford importados
Ford anunciou que vai cancelar o plano de uma fábrica de US$ 1,6 bilhão no México e que vai injetar US$ 700 milhões em uma fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, após sofrer fortes críticas do presidente eleito Donald Trump por causa de seus planos de investimento no país vizinho; Trump disse durante a campanha que, se eleito, não permitiria que a Ford abrisse uma nova fábrica no México e que poderia impor tarifas pesadas sobre veículos da Ford importados (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - A Ford anunciou nesta terça-feira que vai cancelar o plano de uma fábrica de 1,6 bilhão de dólares no México e que vai injetar 700 milhões de dólares em uma fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, após sofrer fortes críticas do presidente eleito Donald Trump por causa de seus planos de investimento no México.

A segunda maior montadora dos EUA disse que vai fabricar novos veículos elétricos, autônomos e híbridos na fábrida de Michigan.

O executivo-chefe da Ford, Mark Fields, afirmou na terça-feira que a decisão de cancelar a nova fábrica no México está relacionada, em parte, à necessidade de "utilizar plenamente a capacidade das instalações existentes" em meio à queda nas vendas de carros pequenos e médios como o Focus e Fusion.

Trump repetidamente disse durante a campanha eleitoral que, se eleito, não permitiria que a Ford abrisse uma nova fábrica no México e que poderia impor tarifas pesadas sobre veículos da Ford importados.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247