Fundo dos Correios perdeu R$ 985 milhões com Eike

Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios, empresa presidida dor Wagner Pinheiro, perdeu R$ 985 milhões apostando em investimentos como as ações da MDX e da CCX, do ex-bilionário Eike Batista; investimentos duvidos de fundos de pensão de trabalhadores das empresas estatais estão sendo investigados pela Superintendência de Previdência Complementar

Fundo dos Correios perdeu R$ 985 milhões com Eike
Fundo dos Correios perdeu R$ 985 milhões com Eike
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Investimentos duvidos de fundos de pensão de trabalhadores das empresas estatais começaram a ser investigado pela Superintendência de Previdência Complementar, informa o jornalista Ilimar Franco em sua coluna deste domingo. O caso mais grave é o do Postalis, dos funcionários dos Correios, que investiu em ações da MDX e da CCX, de Eike Batista. O tombo do plano, não apenas com o caso Eike, é de R$ 985 milhões.

O caso Eike despertou os sindicatos que representam os funcionários dos Correios. Os dirigentes sindicais cobram "gestão democrática, transparente e competente" agora. Reivindicam "melhor qualificação de diretores e gestores do Postalis" e que estes sejam escolhidos "sem indicações políticas, como tem sido sistematicamente feito". Eles cobram dos Correios a instalação de uma "comissão de auditoria paritária para avaliar as causas do prejuízo de R$ 985 milhões e encontrar os responsáveis na atual direção e nas passadas".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247