Gasolina estaria 19% mais cara com privatização de refinarias da Petrobrás, defendida por Bolsonaro

Estudo do Observatório Social da Petrobrás demonstra os danos ao País de vender as refinarias de petróleo da companhia

www.brasil247.com -
(Foto: ABr)


247 - Estudo feito pelo Observatório Social da Petrobrás mostra que se as refinarias que a Petrobrás pretende privatizar já tivessem sido vendidas, a gasolina estaria sendo vendida, em média, 19% mais cara do que o cobrado sob gestão da estatal. Segundo o estudo, o diesel S-10, por sua vez, estaria custando 12% acima do valor atual.

A projeção mostra que a diferença média do preço da gasolina e do diesel ao longo deste ano, entre janeiro e maio, seria de 7% e 12%, respectivamente.

Segundo a estimativa, a Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim (MG), teria a maior alta entre as refinarias privatizadas, passando a cobrar R$ 4,86 pela gasolina, ao invés dos atuais R$ 3,94, e R$ 6,25 pelo diesel, no lugar dos R$ 5,04 de hoje – um aumento de R$ 0,92 e R$ 1,22, respectivamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nessa quinta-feira (12) o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, anunciou que pediu estudos para a privatização da Petrobrás e do pré-sal. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email