Goldman Sachs prevê queda catastrófica do PIB dos Estados Unidos: - 34% e desemprego em 15%

O maior banco de investimentos dos Estados Unidos, a Goldman Sachs, acaba de divulgar sua projeção, que aponta queda de mais de um terço do PIB da maior economia do mundo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "O banco Goldman Sachs Group Inc. espera que a economia dos EUA sofra uma queda muito mais profunda do que o anteriormente previsto, uma vez que a pandemia de coronavírus massacra os negócios, causando uma onda de desemprego em massa. A maior economia do mundo encolherá 34% anualizado no segundo trimestre, em comparação com uma estimativa anterior de 24%, escreveram economistas liderados por Jan Hatzius em um relatório. O desemprego subirá para 15% até o meio do ano, acima da previsão anterior de 9%, eles escreveram", aponta reportagem da Bloomberg.

"Os economistas, no entanto, agora esperam uma recuperação mais forte no terceiro trimestre, com o produto interno bruto expandindo 19%. 'Nossas estimativas sugerem que um pouco mais da metade do declínio da produção no curto prazo é compensado até o final do ano', escreveram eles. Embora exista um risco de conseqüências a longo prazo sobre a receita e os gastos, a ação agressiva do Federal Reserve e do governo deve ajudar a conter isso. As novas previsões vêm dias depois que o presidente Donald Trump estendeu as diretrizes de 'distanciamento social' dos EUA para conter o vírus até abril, abandonando um plano para um fim anterior", aponta ainda a agência de notícias.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247