Governadores do Sudeste propõem prioridade para emprego

Com objetivo de enfrentar a crise econômica, governadores do Sudeste elaboraram pauta de reivindicações que vai ser levada ao Congresso Nacional e à Presidência da República; governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, ressaltou que não há intenção de fugir do ajuste fiscal do governo federal; Paulo Hartung, do Espírito Santo, citou o impacto da redução de investimentos anunciada pela Petrobras; já o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que o momento é priorizar áreas que gerem mais empregos; Fernando PImentel, de Minas Gerais, também destacou que o objetivo das sugestões é somar forças para preservar trabalho e renda para os brasileiros

Com objetivo de enfrentar a crise econômica, governadores do Sudeste elaboraram pauta de reivindicações que vai ser levada ao Congresso Nacional e à Presidência da República; governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, ressaltou que não há intenção de fugir do ajuste fiscal do governo federal; Paulo Hartung, do Espírito Santo, citou o impacto da redução de investimentos anunciada pela Petrobras; já o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que o momento é priorizar áreas que gerem mais empregos; Fernando PImentel, de Minas Gerais, também destacou que o objetivo das sugestões é somar forças para preservar trabalho e renda para os brasileiros
Com objetivo de enfrentar a crise econômica, governadores do Sudeste elaboraram pauta de reivindicações que vai ser levada ao Congresso Nacional e à Presidência da República; governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, ressaltou que não há intenção de fugir do ajuste fiscal do governo federal; Paulo Hartung, do Espírito Santo, citou o impacto da redução de investimentos anunciada pela Petrobras; já o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que o momento é priorizar áreas que gerem mais empregos; Fernando PImentel, de Minas Gerais, também destacou que o objetivo das sugestões é somar forças para preservar trabalho e renda para os brasileiros (Foto: Roberta Namour)

Joana Moscatelli, da Radioagência nacional

Os governadores da Região Sudeste se reuniram nesta terça-feira para debater sobre medidas que possam incentivar a geração de emprego e renda nos quatro estados.

Com objetivo de enfrentar a crise econômica, a pauta de reivindicações discutidas no encontro vai ser levada ao Congresso Nacional e à Presidência da República.

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, ressaltou que não há intenção de fugir do ajuste fiscal do governo federal.


O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, falou sobre o impacto da redução de investimentos anunciada pela Petrobras.


Já o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que o momento é priorizar áreas que gerem mais empregos.

E o governador de Minas Gerais , Fernando PImentel, destacou que o objetivo das sugestões enviadas ao governo federal é somar forças para preservar trabalho e renda para os brasileiros.


As reivindicações dos governadores incluem ter nos programas de concessões estaduais as mesmas condições financeiras oferecidas à instituições federais e ter apoio federal.

Além disso, pedem a troca de experiências nos processos de concessões e parcerias público privadas. Outro ponto destacado é a prioridade no investimento em logística e infraestrutura.

Fortalecer as exportações e integrar as ações de segurança pública foram outras sugestões apontadas. A reunião aconteceu no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na zona sul da cidade.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247