Governo Bolsonaro acaba com subsídio da Petrobrás no gás de cozinha

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) pôs fim à política de subsídio na venda do gás de cozinha que vinha sendo praticada pela Petrobrás. Segundo o governo, com a medida, as concorrentes vão se mobilizar para importar o GLP (combustível do gás de cozinha), a exemplo do que fez a Copagas, que passou a importar diretamente da Bolívia para atender o Mato Grosso

Brasília, DF, Brasil 1/6/2018 o Distrito Federal começou a receber uma grande quantidade de gás de cozinha. Mais de 300 toneladas de gás liquefeito de petróleo (GLP), que envasilhadas renderiam 23 mil botijões, foram entregues às distribuidoras hoje.8 Foto: Renato Araújo/Agência Brasília.
Brasília, DF, Brasil 1/6/2018 o Distrito Federal começou a receber uma grande quantidade de gás de cozinha. Mais de 300 toneladas de gás liquefeito de petróleo (GLP), que envasilhadas renderiam 23 mil botijões, foram entregues às distribuidoras hoje.8 Foto: Renato Araújo/Agência Brasília. (Foto: ABR)

247 - O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) publicada nesta quinta-feira (29) pôs fim à política de subsídio na venda do gás de cozinha que vinha sendo praticada pela Petrobrás. Segundo o governo, com a medida, as concorrentes vão se mobilizar para importar o GLP (combustível do gás de cozinha), a exemplo do que fez a Copagas, que passou a importar diretamente da Bolívia para atender o Mato Grosso.

“Esse movimento ao longo dos próximos seis meses levará a uma redução de preço para o consumidor final”, disse o ministro Bento Albuquerque. "A resolução anterior [que previa descontos] era inócua porque a baixa renda já não se beneficiava da diferença de preços, pagando preços similares ao da indústria."

Segundo o Executivo, estimativas iniciais apontam que, com a entrada de novos competidores, o preço do gás de cozinha deve cair de R$ 23 na refinaria para cerca de R$ 16.

A política de redução de preço para os botijões de 13 kg pela Petrobrás vigorava desde 2005, quando foi instituída no então governo Lula para ajudar as famílias de baixa renda.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247