Governo Bolsonaro ameaça tirar Brasil do Mercosul

Depois de aprovada a reforma da Previdência, o ministro neoliberal da Economia, Paulo Guedes, quer se dedicar a promover a abertura da economia. Uma das medidas dentro dessa estratégia é sair do Mercosul. Usa como pretexto a eventual recusa da Argentina a reduzir as alíquotas de importação

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABR)

247 - Reportagem dos jornalistas Julio Wiziack e Fábio Pupo na Folha de S.Paulo informa que o governo Bolsonaro está ameaçando tirar o Brasil do Mercosul, bloco comercial dos países do Cone Sul da América Latina.

O pretexto para deixar o Mercosul é a eventual discordância com a redução de alíquotas de importação a serem praticadas pelo bloco dentro de quatro anos. Uruguai e Paraguai já fecharam com o Brasil em 80% dos mais de 10 mil itens negociados.  

Agora que o governo aprovou a reforma da Previdência, o ministro neoliberal da Economia Paulo Guedes se dedicará com intensidade ao plano de promover a abertura da economia.     

Porém, caso o Brasil concretize a ameaça de sair do Mercosul, pode surgir um impasse com a União Europeia, bloco com o qual o Mercosul acaba de assinar acordo de livre comércio. 

O governo já faz consultas para saber se o tratado valeria para o Brasil mesmo fora do Mercosul.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247