Governo reduz para 2,2% previsão de crescimento da economia neste ano

A equipe econômica do governo Jair Bolsonaro reduziu a expectativa de da economia neste ano para 2,2%, neste ano; na Lei Orçamentária deste ano, a previsão de crescimento do PIB era de 2,5%; mercado financeiro, porém, faz projeção ainda menor para o PIB deste exercício: apenas 2,01%

Governo reduz para 2,2% previsão de crescimento da economia neste ano
Governo reduz para 2,2% previsão de crescimento da economia neste ano

Kelly Oliveira, repórter da Agência Brasil - O governo espera que a economia apresente crescimento de 2,2%, neste ano. A previsão para o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, está no Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, divulgado hoje (22) pelo Ministério da Economia.

Na Lei Orçamentária deste ano, a previsão de crescimento do PIB era maior: 2,5%.

Também foi alterada a projeção para a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que passou 4,2% na Lei Orçamentária para 3,8%, no relatório.

O relatório, que orienta a execução do Orçamento, contém previsões para a economia, a receita e a despesa. Dependendo dos números, o governo corta ou libera recursos para cumprir a meta de déficit primário e o teto de gastos federais. Neste primeiro relatório divulgado hoje, o governo bloqueou R$ 29,792 bilhões do orçamento.

O mercado financeiro prevê que o PIB cresça 2,01%, neste ano, e a inflação fique em 3,89%.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247