Greves no Chile travam produção mundial de cobre

Mineiros exigem melhores condies de trabalho nas instalaes da Xstrata e da Anglo American

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Trabalhadores da mina de cobre Doña Inés de Collahuasi, no Chile entraram em greve hoje, de acordo com informações do sindicato local em sua página no Twitter. A mina, localizada 185 quilômetros a sudeste do porto de Iquique, responde por cerca de 3% da produção mundial de cobre.

A paralisação ocorre após a greve iniciada há uma semana na também mina chilena de cobre Escondida. Maior mina de cobre do mundo, Escondida é responsável por 7% da produção global do minério. Os preços do cobre já vinham pressionados nos últimos dias por conta da greve de Escondida.

Os mineradores de Doña Inés de Collahuasi, que no ano passado cruzaram os braços por 33 dias, exigem melhores condições de trabalho. A mina é controlada pela Xstrata e Anglo American, cada uma com uma participação de 44%, e por um consórcio liderado pela Mitsui, que detém os 12% restantes. O Chile é o maior produtor mundial de cobre, responsável por um terço do abastecimento mundial.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email