Grupo JBS negocia a compra da Delta

O acordo entre a empreiteira de Fernando Cavendish ( dir.) com a companhia de Joesley Batista ( esq.) estaria a cargo do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que preside a holding JF, controladora do JBS; mais de 30% do capital do grupo pertence ao BNDES

Grupo JBS negocia a compra da Delta
Grupo JBS negocia a compra da Delta (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress_Júlio Cordeiro/Divulgação)

247 – A empreiteira Delta, uma das principais envolvidas no esquema ilegal comandado pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira, foi colocada à venda para evitar seu fechamento. Segundo informações da Folha, a JBS estaria interessada na aquisição, a cargo do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que comanda o conselho de administração da holding.

Leia mais na reportagem de Natuza Nery e Cátia Seabra, da Folha de São Paulo:

No centro do escândalo envolvendo Carlinhos Cachoeira, a construtora Delta foi posta à venda para tentar salvar as operações da empresa.

Segundo a Folha apurou junto a pessoas com acesso à operação, o grupo JBS manifestou interesse na aquisição.

Procurado, o empresário Joesley Batista, presidente da holding que controla o frigorífico JBS, disse que não poderia comentar o caso: "Vixe! Não posso falar disso, não".

Já a Delta optou por não se pronunciar a esse respeito.

As negociações, segundo quem acompanha o caso, estão a cargo do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que comanda o conselho de administração da holding. Procurado, Meirelles não foi localizado.

Até ontem, havia uma orientação para que a operação não fosse confirmada sob pena de prejudicar qualquer costura de negócio para a Delta, líder em contratos do PAC e maior recebedora de recursos do Executivo. A intenção de venda do grupo havia sido publicada pelo jornal "O Globo" no sábado passado.

Sócio majoritário e presidente licenciado da Delta por conta do escândalo, Fernando Cavendish admitiu em entrevista à Folhaem abril o risco de a empresa ir à falência após a operação Monte Carlo da Polícia Federal e a instalação da CPI sobre o empresário Carlinhos Cachoeira.

Escutas da PF indicam que o ex-diretor da empresa no Centro-Oeste era parceiro de Cachoeira em negócios. Dinheiro da construtora foi colocado em empresas fantasmas de Cachoeira, que por sua vez alimentaram campanhas políticas.

A Delta vem tentando concentrar as eventuais irregularidades na figura do ex-diretor. Mas outras escutas mostram que Cavendish orientava o ex-diretor, e outros executivos da empresa aparecem ligados ao esquema.

A construtora já deixou o consórcio responsável pelo projeto da Transcarioca (corredor expresso de ônibus), que ligará a Barra da Tijuca à Ilha do Governador, e o que reforma o Maracanã. A construtora poderá enfrentar dificuldades para obter crédito no sistema financeiro.

Com a compra, o grupo JBS expandiria sua atuação para a construção civil.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247