Grupo mexicano compra laticínios Vigor, do grupo JBS

Grupo mexicano de laticínios Lala assinou acordo para comprar a fabricante brasileira de produtos lácteos Vigor em uma operação avaliada em R$ 5,7 bilhões; valor corresponde à participação de cerca de 20% detida pela processadora de carne JBS e aos 80% por cento restantes detidos pela holding J&F;  JBS e J&F são grupos controlados pela família Batista, que se viu forçada a se desfazer de ativos após o escândalo deflagrado em maio pelas delações premiadas dos irmãos Joesley e Wesley Batista que envolveram Michel Temer

Grupo mexicano de laticínios Lala assinou acordo para comprar a fabricante brasileira de produtos lácteos Vigor em uma operação avaliada em R$ 5,7 bilhões; valor corresponde à participação de cerca de 20% detida pela processadora de carne JBS e aos 80% por cento restantes detidos pela holding J&F;  JBS e J&F são grupos controlados pela família Batista, que se viu forçada a se desfazer de ativos após o escândalo deflagrado em maio pelas delações premiadas dos irmãos Joesley e Wesley Batista que envolveram Michel Temer
Grupo mexicano de laticínios Lala assinou acordo para comprar a fabricante brasileira de produtos lácteos Vigor em uma operação avaliada em R$ 5,7 bilhões; valor corresponde à participação de cerca de 20% detida pela processadora de carne JBS e aos 80% por cento restantes detidos pela holding J&F;  JBS e J&F são grupos controlados pela família Batista, que se viu forçada a se desfazer de ativos após o escândalo deflagrado em maio pelas delações premiadas dos irmãos Joesley e Wesley Batista que envolveram Michel Temer (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O grupo mexicano de laticínios Lala assinou nesta quinta-feira acordo para comprar a fabricante brasileira de produtos lácteos Vigor em uma operação que avalia a companhia como valendo 5,7 bilhões de reais.

O valor corresponde à participação de cerca de 20 por cento detida pela processadora de carne JBS e aos 80 por cento restantes detidos pela holding J&F. JBS e J&F são grupos controlados pela família Batista, que se viu forçada a se desfazer de ativos após o escândalo deflagrado em maio pelas delações premiadas dos irmãos Joesley e Wesley Batista que envolveram o presidente Michel Temer.

A Reuters publicou na segunda-feira, citando fontes, que a Lala estava perto de comprar a Vigor, negócio pelo qual ofereceu 5,7 bilhões de reais para J&F e JBS.

A Vigor é a segunda venda feita pela J&F desde o acordo de leniência relacionado ao escândalo de corrupção apurado na operação Lava Jato e seus desdobramentos e que gerou uma multa de 10,3 bilhões de reais à companhia. Em 12 de julho, a J&F concluiu a venda da fabricante de calçados Alpargatas por 3,5 bilhões de reais.

A JBS afirmou em comunicado nesta quinta-feira que estima que receberá cerca de 780 milhões de reais pela venda de sua participação e que a operação foi aprovada pelo conselho de administração por unanimidade. "A JBS pretende usar parte dos recursos obtidos com a operação para amortizar dívida." A J&F não informou o destino dos recursos que receberá com a venda da Vigor.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247