Guedes defende alta do dólar e reitera que novo normal do câmbio é ser mais desvalorizado

Ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterou nesta quinta-feira avaliação de que o patamar do dólar deve ser mais alto conforme os juros de equilíbrio caem, e afirmou que a economia passará a crescer 2% com as reformas

Ministro da Economia, Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Reuters Photographer)

Reuters - O ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterou nesta quinta-feira avaliação de que o patamar do dólar deve ser mais alto conforme os juros de equilíbrio caem, e afirmou que a economia passará a crescer 2% com as reformas — em declarações ouvidas pelo presidente do Banco Central.

Guedes minimizou riscos advindos da “turbulência internacional” e considerou que o Brasil vai “decolar” enquanto o mundo está enfraquecendo e a América Latina está “estagnada”.

Em cerimônia de lançamento do Crédito Imobiliário com taxa fixa —com presença do presidente Jair Bolsonaro e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto—, Guedes disse que o crédito está chegando às camadas mais simples da população.

Por Gabriel Ponte e Lisandra Paraguassu

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247