Guedes: Governo vai anunciar quatro grandes privatizações nos próximos três meses

O governo de Jair Bolsonaro deverá anunciar planos para quatro grandes privatizações em período de “30, 60 a 90 dias”. A afirmação é do ministro da Economia, Paulo Guedes, no programa especial “O Brasil Pós-Pandemia: a Retomada”. Guedes disse que os nomes das estatais serão anunciados em breve). "Eu gostaria de privatizar todas as estatais”, enfatizou

Nos próximos três meses governo vai anunciar privatização de quatro importantes estatais
Nos próximos três meses governo vai anunciar privatização de quatro importantes estatais (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ao anunciar que o governo vai promover quatro grandes privatizações nos próximos 90 dias, o ministro da Economia, Paulo Guedes, mencionou que “há muito valor escondido debaixo das estatais”. “As subsidiárias da Caixa são um bom exemplo. Ali, há R$ 30 bilhões, R$ 40 bilhões ou R$ 50 bilhões em um IPO (oferta primária de ações) grande”, disse. Atualmente, a Caixa já tem pedido para oferta de ações da Caixa Seguridade – braço de seguros do banco – operação que poderia levantar cerca de R$ 15 bilhões, estima o mercado financeiro. 

Outra empresa que o ministro quer oferecer à iniciativa privada são os Correios. “Está na lista seguramente, só não vou falar quando (será a privatização). "Eu gostaria de privatizar todas as estatais”, afirmou Guedes na CNN.

Na semana passada, o secretário de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, anunciou que o governo quer privatizar pelo menos 12 estatais, mas ano que vem. Entre as empresas previstas para 2021, estão os Correios, Eletrobras, CBTU, Serpro, Dataprev e Telebrás. Para essa venda acontecer, no entanto, o governo precisará do aval do Congresso Nacional para algumas empresas, como a Eletrobras. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email