Guedes propõe vender até embaixadas e fechar vaga de servidor aposentado

Numa palestra em Washington, onde anunciou a venda de tudo no Brasil, o ministro da Economia disse que "o mercado é o melhor programa de inclusão que existe" e sugeriu até a venda de embaixadas ao redor do mundo; "Nós temos mais de R$ 1 trilhão em empresas estatais e mais de R$ 1 trilhão em 700 mil imóveis", afirmou; "Mesmo a embaixada aqui, muito bonita, comprada nos anos 1930"

www.brasil247.com - Guedes propõe vender até embaixadas e fechar vaga de servidor aposentado
Guedes propõe vender até embaixadas e fechar vaga de servidor aposentado
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Numa palestra em Washington, nos Estados Unidos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que "o mercado é o melhor programa de inclusão que existe" e sugeriu até a venda de embaixadas ao redor do mundo, segundo ele, para reduzir custos do Estado e a dívida brasileira. "Nós temos mais de R$ 1 trilhão em empresas estatais e mais de R$ 1 trilhão em 700 mil imóveis", afirmou.

"Mesmo a embaixada aqui, muito bonita, comprada nos anos 1930. O embaixador, brincando, me disse que não custa nada, porque já está aposentado, mas eu disse 'Bem, podemos vender a sua casa. Estou dormindo lá, é um lugar lindo'", contou Guedes, fazendo a plateia rir. "Se você vai para Roma, [a embaixada] é na Piazza Navona. Se vai a Milão, é do lado do Duomo. Coisas lindas. Eu olho para essas coisas e digo: 'Nós realmente podemos reduzir a nossa dívida.'"

Em Nova York, numa fala a empresários, ele já havia reforçado a intenção de aumentar a venda de empreendimentos, caso a Reforma da Previdência não seja aprovada pelo Congresso. "Já vendemos 12 aeroportos, concessões, estamos vendendo tudo!", disse.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email