Guedes reconhece situação dramática ao dizer que economia não está 'fora do controle'

Numa fala inusitada, ministro da Economia tentou tranquilizar o mercado mas criou ainda mais tensão ao dizer que economia brasileira não está “fora do controle”, enquanto o cenário é de uma verdadeira “tempestade perfeita” à frente

Paulo Guedes
Paulo Guedes (Foto: Reprodução/Twitter | REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, reconheceu nesta segunda-feira (23) a dramaticidade da situação econômica do país com uma afirmação inusitada, com a qual tentou apagar um incêndio jogando gasolina no fogo (gasolna que está em boa parte do país acima de R$ 7 o litro). Num evento em São Paulo disse que "nenhum fundamento indica que o País está fora do controle".

A declaração foi na abertura do 41º Congresso Internacional da Propriedade Intelectual, organizado pela Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI), segundo O Estado de S.Paulo.

Guedes citou que as projeções para crescimento do PIB do Brasil em 2021 estão em 5,30%, mas não mencionou que em 2020, houve queda de 4,1% na economia. Ele afirmou que a expectativa para o crescimento do PIB cresce há 16 semanas, mas a maioria das projeções colhidas pelo Banco Central para o boletim Focus cai marginalmente há duas semanas e foi reduzida de 5,28% para 5,27% no relatório divulgado nesta segunda-feira.Para o ano que vem, os economistas continuam a reduzir as projeções. 

PUBLICIDADE

Agora, a maioria espera expansão de 2% do PIB em 2022, ano de eleições, quando o esperado seria uma ativação econômica. Há uma verdadeira "tempestade perfeita" à frente, com inflação e juros altos, desemprego, dólar caro, risco de apagão e conflitos institucionais cada dia mais agravados.

Inscreva-se no canal de cortes do 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email