Ibovespa chega a cair mais de 4% e dólar passa de R$ 5,70 com temores sobre política fiscal

Os juros DI também voltam a disparar hoje, com o sentimento de que o Banco Central deve fazer ajustes agressivos na Selic

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

Infomoney - O Ibovespa amplia perdas e opera abaixo dos 104 mil pontos, renovando a pior pontuação do ano. O índice segue pressionado por preocupações sobre a condução da política fiscal no país. Os temores foram renovados com a saída de secretários do Ministério da Economia, logo após a aprovação do texto que muda o cálculo do teto de gastos na comissão especial da PEC dos precatórios. Novamente, a permanência de Paulo Guedes no Ministério da Economia é questionada pelos investidores.

“Nem o mais otimista dos observadores pode descartar a hipótese de uma gastança desenfreada até o fim de 2022, com consequências bem conhecidas e justificadamente temidas”, afirma relatório da Levante Ideias de Investimento.

Com as articulações para que o teto do orçamento acomode o Auxílio Brasil, benefício que não deve sair por menos de R$ 400 por família, houve uma debandada do Ministério da Economia, incluindo a saída de Bruno Funchal, agora ex-secretário especial do Tesouro e do Orçamento. O cenário fiscal fica ainda mais nebuloso com um possível auxílio, também de R$ 400, para os caminhoneiros.

PUBLICIDADE

Às 11h48 (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 4,03% aos 103.392 pontos. O Ibovespa futuro para dezembro de 2021 caía 3,79% aos 104.605 pontos.

Pensando em uma estratégia de curto prazo para as ações, o melhor a fazer é aproveitar a volatilidade para comprar valor. Ou seja, monitorar ações de empresas sólidas, rentáveis e que têm um track record comprovado de superação de momentos de crise”, afirmam os analistas da Levante.

PUBLICIDADE

O dólar comercial continua subindo forte e avança mais 0,91% a R$ 5,718 na compra e R$ 5,719 na venda. O dólar futuro para novembro de 2021 avança 1,09% a R$ 5,729.

Os juros futuros voltam a subir forte hoje, com o sentimento de que o Banco Central deve fazer ajustes mais severos na Taxa Selic. Nos vencimentos mais curtos, o DI para janeiro de 2022 já projeta juros acima de 8%. O DI para janeiro de 2023 tinha alta de 80 pontos-base, a 11,38%; DI para janeiro de 2025 subia 78 pontos-base a 12,28%; e o DI para janeiro de 2027 registrava alta de 76 pontos-base, a 12,54%.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email