Indiciado número 2 do BTG Pactual

Persio Arida investigado por evaso de divisas na Operao Satiagraha. Thomaz Bastos, seu advogado e ex-chefe da PF, agora aponta ilegalidades na histria



247 (Com informações da Agência Estado) – Sócio do BTG Pactual e braço direito do banqueiro André Esteves, o economista Pérsio Arida, ex-presidente do Banco Central, está entre os indiciados pela Polícia Federal na Operação Satiagraha. Diretor do Opportunity Asset Management entre agosto de 1996 e março de 1999, Arida foi enquadrado por suposta evasão de divisas, quadrilha e gestão fraudulenta.

O indiciamento ocorreu em agosto de 2010. À PF, Arida não se esquivou das indagações formuladas. Ele foi depor sozinho, sem advogado. Alguns ex-colaboradores do grupo relataram que o economista teve participação importante na área de captação do fundo. Doleiros do caso Banestado – evasão de US$ 30 bilhões – também depuseram nos autos.

A PF indiciou ainda 42 cotistas do fundo. Arida foi indiciado como gestor do fundo do banqueiro Daniel Dantas, dono do Opportunity e alvo da Satiagraha, desencadeada em 2008. A operação da PF está sob suspeita no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Dois ministros já votaram pelo trancamento do caso sob alegação de que arapongas da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) atuaram ilegalmente no inquérito.

Defesa

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A divulgação sobre o indiciamento de Arida coincide com o julgamento do STJ. “Essas investigações correm em segredo de Justiça e, além disso, têm a sua validade questionada na 5.ª Turma do STJ onde já existem dois votos pela declaração de sua nulidade”, reagiu o criminalista Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça e defensor de Arida. Thomaz Bastos era chefe da PF quando a Satiagraha foi declarada. Agora, como criminalista mais caro do Brasil, ele questiona a legalidade da operação comandada por seus próprios subordinados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email