INSS censura entrevistas sobre reforma da Previdência

"Ficam desautorizados a concessão de entrevistas e o fornecimento de informação sobre este tema no âmbito do instituto", diz o presidente do INSS, Renato Rodrigues Vieira, em nota, pedindo ainda que solicitações de entrevista sejam encaminhadas para as assessorias do Ministério da Economia e do órgão

INSS censura entrevistas sobre reforma da Previdência
INSS censura entrevistas sobre reforma da Previdência (Foto: Antônio Cruz / ABr (20.05.2011))

247 - Um ofício do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), endereçado aos cargos mais altos do órgão, recomendam que as entrevistas sobre a reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) sejam suspensas. No texto, divulgado na sexta-feira (9), o presidente do INSS, Renato Rodrigues Vieira, diz que apenas a secretaria especial da Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, pode falar sobre o tema.

"Ficam desautorizados a concessão de entrevistas e o fornecimento de informação sobre este tema no âmbito do instituto", diz o presidente do INSS, na nota, pedindo ainda que solicitações de entrevista sejam encaminhadas para as assessorias do Ministério da Economia e do órgão.

Renato diz, no texto, que a censura de coordenadores, supervisores, superintendentes e outros cargos de comando tem como objetivo "uniformizar a comunicação" sobre o tema.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247