Isolamento político e populismo do governo Bolsonaro ampliam desgaste de Paulo Guedes

Para assessores do Ministério da Economia e aliados do governo Jair Bolsonaro, o isolamento político do ministro da Economia, Paulo Guedes, e o crescimento da agenda populista de Jair Bolsonaro evidenciam o desgaste

O ministro da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Assessores do Ministério da Economia avaliam que o enfraquecimento cada vez mais evidente do ministro da Economia, Paulo Guedes, poderá resultar em um cenário onde a pasta irá trabalhar muito para apresentar poucos resultados. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, até mesmo integrantes do chamado “centrão” no Congresso já avaliam que o desgaste de Guedes é visível e que ele vem se tornando um problema para o governo. 

Um dos sinais da erosão política de Guedes foi evidenciado em uma conferência para investidores e analistas promovida esta semana pela consultoria política norte-americana Eurasia. Ali, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, deixou claro que a popularidade de Jair Bolsonaro é quem vai ditar a agenda do governo. 

"Tudo fica mais fácil de aprovar [no Congresso] se o presidente for popular", disse Marinho. "A política é o que permite que a agenda econômica avance", completou. Marinho acrescentou que "a recente reestruturação do governo, onde o ministro da Economia, Paulo Guedes, não negociará mais as reformas diretamente com o Congresso, também é um avanço" e que ele “não deve estar na linha de frente das negociações por formular a agenda macroeconômica do governo”.

Para os analistas a mensagem passada deixou claro que Guedes se tornou um problema diante do populismo crescente do governo Jair Bolsonaro. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email