Itaú condenado a ressarcir cliente por perda com Madoff

Justia manda banco pagar R$ 176,8 mil; aplicador viu seu dinheiro virar p ao ir para fundo ligado ao banqueiro americano, que cumpre pena de 150 anos de priso por fraude

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_ O banco Itaú Unibanco foi condenado na sexta-feira 6 a ressarcir em R$ 176,8 mil um cliente que foi orientado a fazer aplicações no fundo Fairfield Sentry Fund, com sede nas lhas Virgens Britânicas. O fundo investia com o banqueiro americano Bernard Madoff e amargou um prejuízo de US$ 7,5 bi. Ao tentar resgatar sua aplicação, o investidor foi informado de que o fundo quebrara, e que seu dinheiro virara pó. Insatisfeito com a explicação, que não incluía nenhum ressarcimento – e alegando que fora orientado a colocar seu dinheiro no fundo, sob a promessa de retorno alto --, o cliente entrou na Justiça e ganhou parcialmente o valor pedido, de R$ 478,7 mil. A decisão é do juiz Dimitrius Zarvos Varellis, da 9ª Vara Cível. O Itaú Unibanco ainda pode recorrer da sentença, mas o advogado Paulo Iasz de Morais, do cliente prejudicado, adianta que também vai pleitear uma nova sentença em segunda instância, para obter indenização por danos morais. As informações constam de reportagem publicada no jornal Folha de S. Paulo, neste sábado 7.

A aplicação no fundo ligado a Maddoff – ex-presidente da bolsa Nasdaq, que está preso nos Estados Unidos, condenado a 150 de prisão pelo maior conjunto de fraudes financeiras da história - foi feita em São Paulo, por meio de uma agência do BankBoston, posteriormente comprado pelo Itaú. Correntista novo, o cliente foi orientado pela gerente internacional do banco a aplicar no Fairfiled, que prometia retornos maiores que os demais. O resultado foi desastroso, com a perda integral do investimento. O Itaú Unibanco não quis comentar o caso. Não há registros, até agora, de outros clientes terem sido igualmente prejudicados por aplicarem em fundos ligados a Madoff. Também não se sabe ainda quais foram as perdas do Itaú Unibanco nas aplicações feitas nas entidades ligadas ao esquema fraudulento. Por terem aplicado recursos nesse circuito, o banco Santander registrou prejuízos de US$ 2,8 bilhões e o HSBC, US$ 1 bilhão.

Madoff foi preso em junho de 2009. Em fevereiro deste ano, ele deu sua primeira entrevista na cadeia, ao jornal The New York Times. “Eles tinham de saber”, disse o fraudador a respeito dos bancos com os quais operava. “Mas a atitude era: ‘se você está fazendo algo errado, não queremos saber”. Dias antes da entrevista, um dos filhos de Madoff, Mark, havia se matado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email