Janio de Freitas questiona Moro: e a Odebrecht? e a Andrade Gutierrez?

Colunista Janio de Freitas, da Folha de S. Paulo, estranha por que duas das maiores empreiteiras do País, citadas nas investigações da Lava Jato e nas delações premiadas, estão sendo poupadas; "Até que altura o jato alcançará as empreiteiras é uma boa curiosidade. Mas, no mesmo capítulo, há pelo menos outra de igual gabarito: a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, que formam com a Camargo Corrêa o trio das maiores, dominadoras das obras públicas e das privatizações e concessões, não são molhadas nem por um jatinho?", questiona o jornalista, citando as empresas comandas por Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo

Colunista Janio de Freitas, da Folha de S. Paulo, estranha por que duas das maiores empreiteiras do País, citadas nas investigações da Lava Jato e nas delações premiadas, estão sendo poupadas; "Até que altura o jato alcançará as empreiteiras é uma boa curiosidade. Mas, no mesmo capítulo, há pelo menos outra de igual gabarito: a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, que formam com a Camargo Corrêa o trio das maiores, dominadoras das obras públicas e das privatizações e concessões, não são molhadas nem por um jatinho?", questiona o jornalista, citando as empresas comandas por Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo
Colunista Janio de Freitas, da Folha de S. Paulo, estranha por que duas das maiores empreiteiras do País, citadas nas investigações da Lava Jato e nas delações premiadas, estão sendo poupadas; "Até que altura o jato alcançará as empreiteiras é uma boa curiosidade. Mas, no mesmo capítulo, há pelo menos outra de igual gabarito: a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, que formam com a Camargo Corrêa o trio das maiores, dominadoras das obras públicas e das privatizações e concessões, não são molhadas nem por um jatinho?", questiona o jornalista, citando as empresas comandas por Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo (Foto: Ana Pupulin)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Janio de Freitas, colunista da Folha de S. Paulo, levanta uma questão intrigante. Por que duas megaempreiteiras, a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, estão sendo poupadas na Operação Lava Jato, mesmo tendo sido fartamente citadas nas investigações da Lava Jato e nas suas delações premiadas (leia em Curiosidades a jato).

"Até que altura o jato alcançará as empreiteiras é uma boa curiosidade. Mas, no mesmo capítulo, há pelo menos outra de igual gabarito: a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, que formam com a Camargo Corrêa o trio das maiores, dominadoras das obras públicas e das privatizações e concessões, não são molhadas nem por um jatinho? Então temos que mudar a história econômica do Brasil desde os primórdios da ditadura", diz o jornalista.

Reportagem publicada recentemente informa que a Odebrecht, durante a campanha presidencial, procurou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) para tentar se blindar na CPI da Petrobras (leia mais aqui). A Andrade Gutierrez, por sua vez, é sócia do governo mineiro na Cemig e foi a maior doadora de campanha do tucano na disputa presidencial. O acordo de acionistas da Cemig, desfeito por Itamar Franco, foi refeito pelo PSDB, em benefício dos sócios privados.

 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247