JBS teme devassa da Receita Federal, a mando de Temer

Grupo JBS, autor de delação premiada que atinge e pode derrubar Michel Temer, teme ser retaliado em mais uma frente do governo: a Receita Federal; especulações apontam que o governo determinou uma devassa nas contas da empresa

Grupo JBS, autor de delação premiada que atinge e pode derrubar Michel Temer, teme ser retaliado em mais uma frente do governo: a Receita Federal; especulações apontam que o governo determinou uma devassa nas contas da empresa
Grupo JBS, autor de delação premiada que atinge e pode derrubar Michel Temer, teme ser retaliado em mais uma frente do governo: a Receita Federal; especulações apontam que o governo determinou uma devassa nas contas da empresa (Foto: Gisele Federicce)

247 - O grupo JBS, que fez delação premiada que atinge e pode derrubar Michel Temer, teme ser retaliado via Receita Federal. O governo já vem promovendo retaliações à empresa por meio de outros órgãos federais e empresas estatais, como Caixa, Petrobras e AGU.

Executivos da JBS procuraram dirigentes da Receita preocupados com especulações de que o governo teria determinado uma devassa nas contas da empresa, segundo informa a Coluna do Estadão neste domingo 18.

"Os interlocutores da empresa receberam uma negativa como resposta, mas foram avisados de que há vários procedimentos instaurados envolvendo firmas da holding J&F e outros serão abertos com base nos crimes confessados pelos donos do grupo em delação premiada", diz a nota.

Em conversa com a Receita, o representante da JBS soube que o superintendente do órgão em São Paulo, José Guilherme Antunes de Vasconcelos, é muito próximo de Temer. No âmbito da Lava Jato, a Receita tem cobrado multas altíssimas de empresas investigadas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247