Lojas Americanas e B2W entre as maiores altas na bolsa

Ganhos vieram aps divulgao dos resultados do primeiro trimestre, mesmo com prejuzo da B2W

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_ Os números do primeiro trimestre do ano divulgados pelas Lojas Americanas na sexta-feira 6 são mais uma amostra de como o comércio varejista brasileiro ainda está aquecido, mesmo após as medidas de restrição do crédito adotadas pelo governo para frear a inflação. O lucro líquido da rede de lojas foi 28% maior do que no primeiro trimestre de 2010. A notícia foi o suficiente para convencer o investidor a apostar nos papéis das Lojas Americanas e também de sua empresa para o comércio virtual, a B2W. As ações LAME4 e BTOW3 permaneceram na lista das maiores altas do Ibovespa, com ganhos acima de 6% no período da tarde.

As Lojas Americanas registraram lucro líquido de R$ 62,4 milhões nos três primeiros meses de 2011. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) foi de R$ 279,5 milhões no período, o que representa um avanço de 17,5% na mesma base de comparação. A margem Ebitda ficou em 12,4%, aumento de um ponto porcentual. A receita líquida avançou 8,1%, para R$ 2,252 bilhões.

Já a B2W teve prejuízo consolidado de R$ 1,6 milhão, ante lucro de R$ 14 milhões no primeiro trimestre do ano passado. Apesar do resultado fraco, o operacional registrado pelo Ebitda cresceu 10,9%, para R$ 114,5 milhões. No entanto, a margem Ebitda ficou em 11,1%, num recuo de 0,2 ponto porcentual frente a igual período do ano passado. A receita líquida foi de R$ 1,028 bilhão, o que representa um crescimento de 12,6%.

Durante a divulgação dos resultados, as Lojas Americanas e a B2W informaram que concluíram, no final de fevereiro, a estruturação do Fênix Fundo de Investimento em Direitos Creditórios do Varejo (Fênix FIDC do Varejo). O novo negócio tem por finalidade adquirir os direitos de crédito de titularidade das duas companhias no financiamento de compra e venda de produtos e serviços financeiros do uso do cartão de crédito.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email