Maílson da Nóbrega quer pré-sal para estrangeiros

Ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega assume o lobby para que as riquezas do pré-sal sejam concedidas a empresas internacionais, como Exxon, Shell, Chevron e BP; "a Petrobras precisa deixar de ser a operadora única e de controlar pelo menos 30% dos campos", afirmou; Maílson também defende a demissão da presidente Graça Foster e a contratação de "um líder capaz, decente e de alto respeito profissional"; detalhe: quando esteve à frente da economia brasileira, no governo Sarney, a inflação superou 80% ao mês

www.brasil247.com - Ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega assume o lobby para que as riquezas do pré-sal sejam concedidas a empresas internacionais, como Exxon, Shell, Chevron e BP; "a Petrobras precisa deixar de ser a operadora única e de controlar pelo menos 30% dos campos", afirmou; Maílson também defende a demissão da presidente Graça Foster e a contratação de "um líder capaz, decente e de alto respeito profissional"; detalhe: quando esteve à frente da economia brasileira, no governo Sarney, a inflação superou 80% ao mês
Ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega assume o lobby para que as riquezas do pré-sal sejam concedidas a empresas internacionais, como Exxon, Shell, Chevron e BP; "a Petrobras precisa deixar de ser a operadora única e de controlar pelo menos 30% dos campos", afirmou; Maílson também defende a demissão da presidente Graça Foster e a contratação de "um líder capaz, decente e de alto respeito profissional"; detalhe: quando esteve à frente da economia brasileira, no governo Sarney, a inflação superou 80% ao mês (Foto: Leonardo Attuch)


247 - O ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega aderiu ao lobby para que as riquezas do pré-sal sejam concedidas à exploração de empresas internacionais, como Exxon, Shell, Chevron e BP – um lobby iniciado pela Globo logo após o início da Operação Lava Jato (leia mais aqui).

"A Petrobras precisa deixar de ser a operadora única e de controlar pelo menos 30% dos campos", afirmou Maílson, no artigo 'Da Noruega para a África e outros desastres da Petrobras', publicado na revista Veja. No texto, ele combate o regime de partilha, em que a União tem parte das receitas asseguradas, e defende a volta das concessões, como acontecia no governo FHC.

O ex-ministro também defendeu a demissão da presidente Graça Foster e a contratação de "um líder capaz, decente e de alto respeito profissional".

Hoje consultor, à frente da Tendências, Maílson teve um desempenho com números ruins, enquanto foi ministro da Fazenda. No fim do governo Sarney, a inflação alcançou mais de 80% ao mês e sua política ficou notabilizada como 'feijão com arroz'.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seu discurso de posse para o segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff reafirmou a defesa do regime de partilha e do pré-sal sob controle da Petrobras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Não podemos permitir que a Petrobrás seja alvo de um  cerco especulativo dos interesses contrariados com a adoção do regime de partilha e da política de conteúdo local, que asseguraram ao nosso povo, o controle sobre nossas riquezas petrolíferas", disse ela, antes de afirmar que defenderia a empresa de 'predadores internos e inimigos externos'.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email