Mais ações contra Itaú e Safra por fundos ligados a Madoff

Advogado que obteve ressarcimento de R$ 176 mil para cliente j prepara dois novos processos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Marco Damiani, 247_ O advogado Paulo Morais vai continuar assombrando grandes bancos brasileiros por aplicações feitas em fundos ligados ao fraudador Bernard Madoff. Ele foi o autor da ação cível que resultou na imposição ao banco Itaú, pela Justiça, de ressarcir em R$ 176 mil um cliente que teve seu dinheiro aplicado em um fundo ligado a Madoff – cujo saldo estava em zero no momento do resgate.

Na próxima semana, Morais vai entrar com mais duas ações semelhantes, contra o Itaú, mais uma vez, e o banco Safra, com pedidos de indenizações entre R$ 150 mil e R$ 200 mil. Dois de seus clientes alegam que foram induzidos pelos gerentes de suas contas, em agências situadas no Brasil, a aplicarem nos fundos ligados a Madoff. Ambos perderam todo o dinheiro aplicado.

“A Justiça brasileira, ao julgar o primeiro caso, mostrou que está apta a tomar decisões em benefício dos brasileiros que foram prejudicados pela cadeia internacional da fraude de Madoff”, disse o advogado ao Brasil 247. “Outros colegas, por intenção de outros clientes, também irão entrar com novas ações”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email