CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Mantega ameaça taxar capital estrangeiro

Ministro da Fazenda diz que Brasil irá tomar medidas para conter a entrada de recursos especulativos e sinaliza providências para controlar o câmbio; governo vê guerra cambial promovida pelos países desenvolvidos

Mantega ameaça taxar capital estrangeiro
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

LONDRES, 21 Set (Reuters) - O Brasil ameaçou nesta sexta-feira adotar impostos em capital estrangeiro especulativo, disparando um alerta sobre a chamada "guerra cambial" que segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, deve-se à impressão de dinheiro feita pelos bancos centrais.

Mantega disse que o Brasil não permitirá que o real se aprecie excessivamente e que está preparado para tomar todas as ações "como aquelas que adotamos no passado".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Se necessário, se as entradas de fluxos forem ainda mais forte, nós temos (a opção) de impostos de capital de curto prazo que podem (ser introduzidos)", disse Mantega a repórteres às margens de conferência organizada pela Economist em Londres.

"Nós adotaremos novas medidas em termos de taxação de operações financeiras."

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Brasil chocou os investidores em outubro de 2009 ao impor impostos sobre algumas categorias de fluxos estrangeiros para ações locais e ativos de renda fixa. À época, o país afirmou que parte desse dinheiro era especulativo e que estava prejudicando a economia.

Mantega tem sido um dos maiores críticos aos programas de compra de ativos chamados de "quantitative easing" que bancos centrais do Ocidente têm usado para sustentar suas economias.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

(Reportagem de Ana Nicolaci da Costa e Sujata Rao)

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO