Meirelles perde poder na economia, aponta Vicente Nunes

Colunista do Correio Braziliense relata que o ministro Dyogo Oliveira, do Planejamento, tem se aproximado cada vez mais de Michel Temer, que passou a ignorar as ressalvas frequentes feitas pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, contra as medidas econômicas sugeridas por Oliveira; "Discreto, com traquejo político incomum para um técnico de carreira, o ministro do Planejamento dobrou e botou no bolso Henrique Meirelles", afirma o jornalista

Brasília - Os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles e Planejamento, Dyogo Oliveira durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - Os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles e Planejamento, Dyogo Oliveira durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247 - O jornalista Vicente Nunes, colunista do Correio Braziliense, afirma que o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, é quem dá as cartas hoje na equipe econômica de Michel Temer, enquanto Henrique Meirelles, da Fazenda, vem perdendo poder. 

Segundo o colunista, Dyogo Oliveira, que tem forte ligação com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), tem se aproximado cada vez mais de Temer sugerindo uma série de medidas econômicas a fim de estimular a atividade.

Todas são criticas por Meirelles, mas Temer vem ignorando as ressalvas do chefe da Fazenda. Dois exemplos foram o saque das contas inativas do FGTS e, nesta quarta-feira 22, a liberação, para idosos, de R$ 16 bilhões que estão depositados no PIS e no Pasep.

"Discreto, com traquejo político incomum para um técnico de carreira, o ministro do Planejamento dobrou e botou no bolso Henrique Meirelles", diz o jornalista. Leia aqui sua coluna.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247