Mercado financeiro eleva para 7,5% a projeção da inflação em 2022

Levantamento aponta que as menores estimativas para o IPCA são de 6,5% para este ano e de 3,4% em 2023, enquanto as maiores são de 8,6% e 6%, respectivamente

www.brasil247.com -
(Foto: ABr | Reuters)


247 - O mercado financeiro voltou a elevar a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, para 7,5% ao longo do ano e para 4% em 2023. A pesquisa foi feita pelo jornal Valor Econômico em função da greve dos servidores do Banco Central que vem impedindo que a instituição realize o levantamento junto aos agentes do mercado.

Segundo o jornal, “as menores estimativas são 6,5% neste ano e 3,4% no próximo, enquanto as maiores são de 8,6% e 6%, pela ordem. No último boletim do BC, cujas respostas foram coletadas em 25 de março, a expectativa mediana para o IPCA era de 6,9% em 2022 e 3,8% em 2023. As metas são 3,5% e 3,25%, respectivamente, com tolerância de até 5% e 4,75%”. 

“A nossa maior preocupação é com o cenário de inflação. Sofremos no ano passado choques localizados que se tornaram altas generalizadas de preços e, em cima desse quadro já preocupante, tivemos mais choques. É por isso que achamos que o IPCA fecha o ano a 8%, porque as pressões estão muito espalhadas”, disse o economista-chefe do Banco BV, Roberto Padovani. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email