CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Mesmo descontente com recuos, Levy fica no cargo

Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, escancarou sua insatisfação com as concessões do governo no ajuste fiscal ao não participar do anúncio de cortes do orçamento, na sexta-feira; apesar disso, ele derruba rumores sobre sua saída e diz que seu trabalho será agora pautado pela "persistência"

Imagem Thumbnail
31/03/2015- Brasília- DF, Brasil- A Comissão de Assuntos Econômicos realiza audiência pública com o ministro Joaquim Levy, para discutir o ajuste fiscal e o indexador de correção da dívida dos estados e municípios. (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, escancarou sua insatisfação com as concessões do governo ao Congresso no ajuste fiscal, mas descarta deixar o cargo.

Resfriado, ele não participou do anúncio de cortes do orçamento, na sexta-feira. Sua ausência, no entanto, foi calculada: ele quis marcar posição sobre suas divergências em relação ao tom do ajuste e do cenário fiscal, que reputa como bem mais "sombrio" do que aquele que foi apresentado pelo governo Dilma.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Levy protesta que as medidas do ajuste fiscal têm sido desfiguradas pelo Congresso e reclama do comportamento do PT e da pressão de setores próximos ao ex-presidente Lula.

Apesar disso, ele derruba rumores sobre sua saída e diz que seu trabalho será agora pautado pela "persistência". 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Leia aqui reportagem de Claudia Safatle e Leandra Peres sobre o assunto.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO