Miriam Leitão agora diz que Macri errou completamente na economia

Depois de apontá-lo como exemplo a ser seguido, a jornalista da Globo agora diz que o erro de Macri, que ontem anunciou moratória da dívida argentina, foi ter sido gradual nas reformas neoliberais

(Foto: Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A moratória anunciada por Mauricio Macri na Argentina não abalou as convicções neoliberais da jornalista Miriam Leitão, que o apontava como exemplo a ser seguido no Brasil. "Macri teve um início promissor, com aumento da confiança e dos indicadores financeiros da Argentina. Mas seu primeiro grande erro foi ter optado pelo gradualismo no ajuste que o país precisa fazer. O tempo foi passando, e o melhor momento de liquidez nos mercados internacionais foi perdido sem que o governo entragasse as reformas que prometera durante campanha", diz ela, em sua coluna.

"Nos últimos meses, voltou aos erros do populismo argentino, com controle de preços e outros mecanismos artificiais no combate à inflação. Com a ameaça de uma crise cambial, conseguiu o apoio do FMI, que aprovou a toque de caixa um plano de socorro ao país. O receio maior do Fundo era a vitória de um candidato da oposição, cenário que agora se tornou o mais provável. Para o Brasil, a piora da situação na Argentina é mais uma má notícia para a nossa recuperação. Afetará as nossas exportações de produtos industriais e deixará os investidores estrangeiros mais cautelosos com as economias da região", pontua.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247